Como formar frases em inglês sem travar

Escrito por Paula Carnasciali
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O que fazer quando você sabe os significados das palavras em inglês, mas quando quer montar uma frase ou falar com alguém, você trava? Escute a resposta a esta e outras perguntas feitas com a hashtag #CarinaResponde neste vídeo!

Montando frases ao invés de usar palavras soltas

Ter dificuldade para montar frases é um processo muito comum, especialmente nos níveis mais iniciais, em que aprendemos palavras soltas. É preciso adquirir o conhecimento da gramática da língua para resolver esse problema: Como eu faço uma frase no presente simples?  Como eu faço uma frase negativa no passado?

Estudar gramática é isso: fazer combinações de palavras diferentes na mesma estrutura. Por exemplo, para formar uma frase negativa, em primeira pessoa, no passado, usamos I didn’t + o verbo no infinitivo sem o to: I didn’t do my homework, I didn’t go to the beach, I didn’t read the book… O próximo passo é buscar outras formas dessa estrutura (afirmativa, ou interrogativa, por exemplo), para você ir internalizando. Apesar de ser um processo simples e mecânico, você já está montando frases!

Com tempo de prática controlada, estudando e lendo estas estruturas, elas vão começando a fazer mais sentido e ficará mais fácil montar frases. Se o que você lê não fizer sentido intuitivamente, faça uma busca para sanar a sua dúvida em um livro de gramática, em um dicionário, em um vídeo do YouTube, em um fórum de estudos… Busque por aquilo que você não está conseguindo dizer e exercite a troca de palavras. 

Duas outras dicas importantes: 1) Pratique o listening, isto é, a escuta com atenção. Lembre-se de que, para aprender uma língua, é preciso input (entrada). 2) Ao aprender palavras novas, anote-as em combinações. É preferível escrever at home do que apenas home, memorizando assim a preposição correta para dizer “em casa”.

Ensino de inglês para crianças

“Se você tivesse um filho, iria ensinar inglês para ele em casa ou iria colocá-lo em um curso?”

Sabe-se que as crianças são capazes de ouvir a voz dos pais desde a gestação e são capazes de distinguir sons diferentes! Aos 5 meses de idade, o bebê começa a perder a capacidade de distiguir sons de diferentes línguas, isto é, a capacidade de adquirir um idioma como um nativo começa a decair.

Então é importante falar com a criança naturalmente em inglês desde cedo para gerar esse important input, mesmo que a língua materna e afetiva seja o português. Um curso bilíngue também é muito proveitoso, porque todo o contexto, as brincadeiras, são em inglês!

Como melhorar seu listening

“Foi difícil para você começar a entender de modo natural o inglês falado? Quais processos podemos usar para ajudar com esta habilidade?”

A resposta a esta pergunta é mais fácil de responder hoje em dia, em que podemos fazer uma imersão no inglês sem sair de casa! Não é preciso viajar para outro país para saber como os falantes nativos falam. Serviços de de compartilhamento de vídeos como YouTube e TikTok trazem exemplos de falas espontâneas que refletem como eles “falam de verdade”. Inicie seus estudos com vídeos mais adaptados a aprendizes de inglês (por exemplo, newsinlevels.com ou deepenglish.com/blog).

Gringos escrevem só em letra de forma?

Americanos e britânicos não usam letra cursiva?

Bom, esta é uma questão de estilo. Se você assitiu a filmes ou recebeu cartas só em letra de forma, deve ter sido só coincidência. Em inglês, chamamos de cursive handwriting a caligrafia em que as letras são conectadas, tornando mais rápido o processo de escrita, pois você precisa tirar menos a caneta da página. Na chamada print handwriting ou block letters a caneta levanta da página após cada letra. Esta é considerada uma escrita mais clara e fácil de ler e usada para preencher formulários.

Dica para estudar inglês com música

Qual é o nome do site de músicas que você citou na bienal do livro em Guarulhos (de 2018)?

O site lyricstraining.com oferece vídeos acompanhados de letras de música com lacunas que devem ser preenchidas com digitação, num processo semelhante aos exercícios que professores costumam usar em sala de aula. As canções são categorizadas por idioma, gênero e nível de dificuldade (os iniciantes podem buscar as músicas marcadas em verde).

Técnicas de escrita acadêmica em inglês

Quais dicas você dá para melhorar a escrita acadêmica em inglês?

A seguidora Rute Lopes respondeu bem: “…você precisa ler bastante em inglês para pegar o feeling do idioma, ritmo e construções. Equanto estiver lendo, anote as estruturas usadas (por exemplo, inversão de sujeito, locuções adverbiais, ordem da oração) para tornar consciente o ritmo do idioma.” 

Para escrever resumos ou abstracts, existem vários sites que trazem modelos de escritura e você pode utilizar um ‘esqueleto’ e incluir suas próprias ideias. 

É necessário mencionar que a escrita acadêmica é uma questão de prática. Por exemplo, a Carina explica:

“Quando eu escrevi o meu TCC em inglês na faculdade, eu tinha treinado muito durante o curso e foi um processo tranquilo. Quando eu fui fazer o mestrado, a publicação da dissertação foi em português e minha escrita estava ruim, cheia de correções da minha orientadora, mas eu acabei pegando o jeito da coisa.

Hoje, eu posso dizer que escrevo muito bem em português. Quando eu entreguei o meu livro para correção, por exemplo, a revisora disse que não tinha quase nada para corrigir. Eu não passei para ninguém revisar a minha tese de doutorado. Mas, se eu for escrever um livro em inglês agora, talvez a minha escrita não esteja tão boa, porque eu perdi o treino de escrever em inglês.”

É muito comum usarmos a sintaxe do português no texto em inglês, então é importante passar o seu texto acadêmico para alguém capacitado ler. Talvez você não perceba os seus erros até que alguém te corrija!

Veja também...

VOCÊ SE SENTE PERDIDO ESTUDANDO INGLÊS EM CASA?

Baixe nosso Roteiro de Estudos e (re)comece do jeito certo!

Receba em seu e-mail o roteiro com um vídeo explicativo e participe do meu canal de Telegram para receber quizzes, vídeos e dicas sobre o idioma!

Razão Social: English in Brazil Produtos Digitais Ltda.
CNPJ: 29314854-0001/24

Falar inglês parece impossível? Não para quem sabe aonde quer chegar! Saiba como realizar esse sonho ainda neste ano!